sexta-feira, 19 de janeiro de 2018



Fazemos o Nosso Destino

Não nos deixemos, pois, abater. Imprescindível que sigamos com determinação, estudando e trabalhando sempre.
Ninguém pode negar a realidade da Vida - ela existe! -, e tampouco negar a realidade da Criação!  A morte não
acontece para uma única semente, que, a fim de multiplicar-se, simplesmente, germina...
Morte, portanto, ao que podemos constatar em nossas observações da Natureza, tem o significado de mais vida.
O grande rio, quando alcança a sua foz, torna-se muito mais volumoso do que era!
Seres desencarnados e encarnados separam-se tão-somente por uma questão de densidade da matéria que lhes
constitui o invólucro!
Assim, igualmente, são os mundos ou, se preferirem, as Dimensões.
A Criação possui a genética de seu Criador, porque, afinal, o Criador criou a partir de Si mesmo!
Procuremos, assim, difundir a ideia de que o propalado Mundo Espiritual não é mundo de natureza sobrenatural!
Ele é tão mundo, ou melhor, tão Planeta quanto a Terra e os demais planetas que orbitam ao redor do Sol!
O espírito, ou seja, nós mesmos, não possuímos uma natureza diferente da natureza dos homens, posto que o
corpo carnal é simples reflexo de nossa indumentária espiritual.
A ideia de que o Mundo Espiritual seja completamente diverso induz os homens a equivocado raciocínio,
impedindo que, desde agora, eles comecem a viver como seres imortais que são, construtores do próprio
destino.

(Obra: Mundo Espiritual É Planeta! - Carlos Baccelli/Inácio Ferreira)


******

Para onde nos transferirmos neste vasto Universo, levaremos conosco a nossa humanidade - a veste rota de
nossas idiossincrasias! Arrastaremos conosco tanto o pesado fardo de nossos vícios quanto as tímidas asas
de nossas virtudes...

(Obra: Mundo Espiritual É Planeta! - Carlos Baccelli/Inácio Ferreira)


******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS


quinta-feira, 18 de janeiro de 2018



DAR E DEIXAR
 
Quando Cirilo Fragoso bateu às portas da Esfera Superior e foi atendido por um anjo que velava, solícito, com surpresa verificou que seu nome não constava entre os esperados do dia.

– Fiz muita caridade – alegou, irritadiço –, doei quanto pude. Protegi os pobres e os doentes, amparei as viúvas e os órfãos. Quanto fiz lhes pertence. Oh! Deus, onde a esperança dos que se entregaram às promessas do Cristo?
E passou a choramingar em desespero, enquanto o funcionário celestial, compadecidamente, lhe observava os gestos.
Fragoso traduzia o próprio pesar com a boca, no entanto, a consciência, como que instalada agora em seus ouvidos, instava com ele a recordar.
Inegavelmente, amontoara vultosos bens. Atingira retumbante êxito nos negócios a que se afeiçoara e desprendera-se do corpo terrestre no cadastro dos proprietários de grande expressão. Não conseguira visitar pessoalmente os necessitados, porque o tempo lhe minguava cada dia, na laboriosa tarefa de preservação da própria fortuna, jamais obtivera folgas para ouvir um indigente, nunca pudera dispensar um minuto às mulheres infelizes que lhe recorriam à casa, entretanto, prevendo a morte que se avizinhava, inflexível, organizara generoso testamento. E assim, agindo à pressa, não se esquecera das instituições piedosas das quais possuía vago conhecimento, inclusive as que ele pretendia criar. Por isso, em quatro dias, dotara-as todas com expressivos recursos, encomendando-se-lhes às preces.
Não se desfizera, pois, de tudo, para exercer o auxilio ao próximo? Não teria sido, porém, mais aconselhável praticar a beneficência, antes da atribulada viagem para o túmulo?
Notando que o coração e a consciência duelavam dentro dele, rogou à entidade angélica tornasse em consideração a legitimidade das suas demonstrações de virtude, reafirmando que a caridade por ele efetuada deveria ser passaporte justo ao acesso ao paraíso. 
O benfeitor espiritual declarou respeitar-lhe o argumento, informando, porém, que só mediante provas tangíveis advogar-lhe-ia a causa, junto aos poderes celestes. Trouxesse Fragoso a documentação positiva daquilo que verbalmente apontava e defender-lhe-ia a entrada no Paço da Eterna Luz.

Cirilo deu-se pressa em voltar à Terra e, aflito, extraiu as notas mais importantes, com referência aos legados que fizera às associações pias, presentes e futuras, nas derradeiras horas do corpo, e retornou à presença do amigo espiritual, diante de quem leu em voz firme e confiante:
– Para os velhinhos de diversos refúgios, deixei quatrocentos mil cruzeiros.
Para os doentes de várias agremiações, deixei oitocentos mil cruzeiros.
Para a instalação de um hospital de câncer, deixei seiscentos mil cruzeiros.
Para a fundação do Instituto São Damião, em favor dos leprosos, deixei trezentos mil cruzeiros.
Para a assistência à infância desvalida, deixei quinhentos mil cruzeiros.
Para meus empregados, deixei quatro casas e seis lotes de terras, no valor de um milhão e duzentos mil cruzeiros.
Em mãos do meu testamenteiro, deixei, desse modo, a importância total de três milhões e oitocentos mil cruzeiros, para a realização de boas obras.
Terminada a leitura, reparou que o anjo não se mostrava satisfeito.
Em razão disso, perguntou, ansioso:
– Não terei cumprido, assim, os preceitos de Jesus?
O interpelado, porém, aclarou, triste:
– Fragoso, é preciso pensar. Segundo o Evangelho, bem-aventurado é aquele que dá com alegria. Mas, realmente, você não deu. Suas anotações não deixam margem a qualquer dúvida. Você simplesmente deixou. Deixou, porque não podia trazer.
E porque Cirilo entrasse em aflitiva expectação, o anjo rematou:
– Infelizmente, seu lugar, por enquanto, ainda não é aqui.
De conformidade com os ensinamentos do Mestre Divino, onde situamos o tesouro de nossa vida aí guardaremos a própria alma. Seu testamento não exprime libertação. Quem dá, serve e passa. Quem deixa, larga provisoriamente. Você ainda não se exonerou das responsabilidades para com o dinheiro. Volte ao mundo e ampare aqueles a quem você confiou os bens que lhe foram emprestados pela Providência Divina e, ajudando-os a usá-los na caridade verdadeira, você conhecerá, com experiência própria, o desprendimento da posse. A morte obrigou-o a deixar. Agora, meu amigo, cabe-lhe exercitar a ciência de dar com alma e coração.
Foi assim que Cirilo Fragoso, embora acabrunhado, regressou à esfera dos homens, em espírito, a fim de aprender a beneficência com alicerces na renúncia.
 
(Obra: Contos e Apólogos - Chico Xavier/Irmão X)
  
******
 
Não permitas que a tua existência se perca pela tentação dos maus pensamentos.
Livra-te dos males que procedem do próprio coração.
Porque te pertence, agora, a gloriosa oportunidade de elevação para o reino do poder, da justiça, da Paz, da glória e do Amor para sempre.
 
(Da Mensagem Oração Fraternal - Chico Xavier/Emmanuel)
 
 
******
 
AVE MARIA

Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018



AMOR FRATERNAL 
 
"Permaneça o amor fraternal." Paulo (Hebreus, 13:1)
 
As afeições familiares, os laços consangüíneos, as simpatias naturais podem ser manifestações muitos santas da alma, quando a criatura as eleva no altar do sentimento superior, contudo, é razóavel que o espírito não venha a cair sob o peso das inclinações próprias.
O equilíbrio é a posição ideal.
Por demasia de cuidado, inúmeros pais prejudicam os filhos.
Por excesso de preocupações, muitos cônjuges descem às cavernas do desespero, defrontados pelos insaciáveis monstros do ciúme que lhes aniquilam a felicidade.
Em razão da invigilância, belas amizades terminam em abismo de sombra.
O apelo evangélico, por isto mesmo, reveste-se de imensa importância.
A fraternidade pura é o mais sublime dos sistemas de relações entre as almas.
O homem que se sente filho de Deus e sincero irmão das criaturas não é vítima dos fantasmas do despeito, da inveja, da ambição, da desconfiança. Os que se amam fraternalmente alegram-se com o júbilo dos companheiros; sentem-se felizes com a ventura que lhes visita os semelhantes.
Afeições violentas, comumente conhecidas na Terra, passam vulcânicas e inúteis.
Na teia das reencarnações, os títulos afetivos modificam-se constantemente. É que o amor fraternal, sublime e puro, representando o objetivo supremo do esforço de compreensão, é a luz imperecível que sobreviverá no caminho eterno.
 
(Obra: Pão Nosso - Chico Xavier/Emmanuel)
 
 
******
 
Na qualidade de político ou de varredor, num palácio ou numa choupana, o homem da Terra pode fazer o que lhe ensinou Jesus. 
 
(Obra: Caminho, Verdade e Vida - Chico Xavier/Emmanuel)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

terça-feira, 16 de janeiro de 2018



O DESTINO EM SUAS MÃOS
 
A mão que liberta o homem da doença, da miséria, da ignorância, do infortúnio,
para que a vida ganhe as alturas,  deve ser a filosofia de trabalho de todas  as
pessoas que desejam contribuir em favor de um mundo melhor.
A Doutrina Espírita deixa  bem claro que não podemos nos omitir  diante das
misérias humanas.
É preciso fazer algo pelo semelhante.
O destino de nossa sociedade é o somatório de nossas ações.
Não se faz uma sociedade boa se, a par do exercício de cidadania, não houver o
cultivo da solidariedade. 
E aqueles que participam, que se dedicam a esse mister, logo fazem descobertas
maravilhosas.
No empenho de ajudar o próximo, libertam-se das angústias que afligem o homem
comum, preso ao egoísmo.
Ajudando alguém a erguer-se de suas misérias,  pairam acima das inquietações
humanas.
Contribuindo para clarear sendas alheias, iluminam o próprio caminho.
Estimulando ao bem seus irmãos, com a força do exemplo, percebem, deslumbrados,
que encontraram sua gloriosa destinação.
 
(Obra: O Destino em Suas Mãos - Richard Simonetti)
 
 
******
 
E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.
Este é o primeiro e grande mandamento.
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.
 
(Bíblia Sagrada - Mateus: 22:37,38,39 e 40)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

Imagem relacionada

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

MEDICAMENTO

O coprpo humano está longe de atingir o auge, por exemplo, da imunização 
aos inúmeros achaques que o acometem, mormente a partir de certa idade...
Artrose não é carma; varizes não são carma; boca desdentada não é, 
necessariamente, carma; rugas e estrias não são carma - pelo menos, não,
nos que nunca foram assim tão vaidosos... Essas coisas, em geral, acontecem
devido à desmaterialização gradativa, que culmina com o desenlace. Agora, 
uma disfunção cerebral de média a séria gravidade... As enfermidades
psíquicas, oriundas de quadros obsessivos, ou não, tem causas mais profundas
no tempo: é falta de perdão, ódio, pensamento centrado no mal, tormento 
infligido aos outros, egoísmo, suicídio, crimes perpretados...
O egoísmo pode ser comparado à célula maligna que, se não erradicada, se
transforma em tumor e apresenta metástases as mais variadas.
Em esmagadora maioria, os conflitos existenciais da criatura são decorrentes
da egolatria: alguém que não retribuiu afeto, que não quis renunciar, que 
nunca soube o que é sacrifício pela felicidade alheia... De repente, a
insegurança, o medo, a insônia, a opressão, o pesadelo, o desânimo, a falta
de motivação para viver.
A Caridade é multi-medicamento de primeiríssima geração, que vale por uma
farmácia inteira! E não custa nada.

(Obra: Amai-vos e Instruí-vos - Carlos A. Baccelli/Inácio Ferreira)


******

Vinde benditos de meu Pai, possuí o reino que vos está preparado desde o princípio do mundo; porque tive fome, e deste-me de comer, tive sede, e deste-me de beber, era hospede, e recolheste-me: estava nu, e cobriste-me, estava enfermo e visitaste-me, estava no cárcere, e te fomos ver.
Então lhe responderão os justos, dizendo: Senhor, quando é que nós te vimos faminto, e te demos de comer, ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos hospede, e te recolhemos, ou nu, e te vestimos? Ou quando te vimos enfermo, ou no cárcere, e te fomos ver?
E respondendo o Rei, lhes dirá: na verdade vos digo, que quantas vezes vos fizestes isso a um destes meus irmãos mais pequeninos, a min é que o fizestes.

(Bíblia Sagrada - JESUS)


******
 
AVE MARIA

Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******

 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS